God of War: o mais aguardado exclusivo da Sony

Olá meus amigos jogadores. Quem aí não está com a hype nas alturas pro novo lançamento da Sony, o God of War, comumente chamado de God of War 4, sendo este o quarto título da franquia que segue a história principal, e oitavo jogo da saga.

Desenvolvido pela SIE Santa Monica Studio, o novo exclusivo será produzido pela Sony Interactive Entertainment, com lançamento marcado para 20 de abril deste ano, tão próximo já. O jogo trará o protagonista Kratos, o espartano que, após pactuar com Ares, o até então Deus da Guerra do panteão grego, caiu em ruína, quando em meio ao seus enfurecidos ataques em nome de Ares, acabou assassinando sua filha e esposa.

Desta vez, após destronar todos os deuses do olimpo, Kratos é visto em um cenário nórdico. O trailer tem a presença de ambientação semelhante ao norte-europeu e presença de elementos da mitologia nórdica, como Jörmungandr, a Serpente Marinha filha de Loki, que já deu as caras no trailer exibido durante a E3 de 2016.

Pai e filho em God of War

E quem aparece ao lado do assassino de deuses é o seu filho, Atreus. O garoto ainda novo e inexperiente está aprendendo a sobreviver ao gelado mundo nórdico tendo o pai como mentor. Pensa na sorte do garoto, aprender a caçar monstro com papai Kratos, o mesmo Kratos que assassinou Ares, Poseidon, Hades e Zeus? Esse vai ter talento.

Quanto ao enredo principal, pouco se sabe. Seus antecessores apresentaram histórias que envolviam sempre a amizade e inimizade de Kratos com os deuses olimpianos. Kratos foi usado como um fantoche e depois traído. Sua vingança foi concluída no penúltimo título da série, God of War 3. Porém, quando todos aguardavam uma sequência, foi lançado o God of War Ascension, que, apesar de ter trazido muitas novidades na jogabilidade e o modo multiplayer, contou como prequel, sendo cronologicamente o primeiro jogo da saga.

Ação no melhor estilo Hack n’ Slash

Mas a aguardada hora chegou. Vem aí um jogo totalmente novo, com jogabilidade inédita para a série. Particularmente, acho isso uma coisa arriscada. Sim, muitos podem discordar de mim, dizendo que uma hora será necessário inovar e tudo mais. Os títulos anteriores trazem um jogo hack and slash, com câmera em terceira pessoa, que se afastava e aproximava, permitindo visão ampla dos cenários. Quando vinham grandes ou muitos inimigos, e eu achava isso maravilhoso. Sim, amigos, God of War I e II foi a razão de eu ter adquirido meu PS2, e é meu jogo preferido ever.

Agora, no novo God of War, já vimos que o jogo foi apresentado com uma câmera livre em terceira pessoa sobre o ombro do personagem. Na minha opinião, isso elimina a possibilidade de confrontos com vários inimigos de uma única vez. Talvez, com a onda crescente de RPG’s, God of War traga essa experiência numa perspectiva de níveis, combates mais demorados e com menos inimigos, e me surpreenda bastante. Apesar de ficar triste ao saber que não teremos mais do velho e bom God of War, alegro-me em pensar que vem mais Kratos por aí num novíssimo jogo, desenvolvido do zero.

Confira abaixo o trailer deste ano de God of War:

É isso aí, amigos. Dia 20 de abril o Fantasma de Esparta dá as caras novamente. O que nos resta é segurar essa hype e aguardar essa obra de arte eletrônica que promete.

Abraços!


Mais notícias!

Colaborador em AllPlayers

Amante de videogames e aspirante a escritor, é ainda apaixonado por RPG, dragões, culinária e fantasia.